BA 160 | Por que o WhatsApp é o queridinho de nós, brasileiros?

Por Karin Fuchs
17/04/2020 12:44:15

Com mais de 136 milhões de usuários no Brasil, o WhatsApp, tão popular quanto o Facebook, mais do que uma rede social tornou-se também uma ferramenta de trabalho. Um dos principais atrativos da ferramenta para que ela se tornasse tão popular é exatamente por ela ser muito fácil de ser utilizada, conforme atesta a professora de Marketing Digital do Centro Universitário Internacional Uninter, Maria Carolina Avis.

“Por ser uma rede social de uso muito simples, rápido e funcional, o WhatsApp caiu no gosto dos brasileiros até se consolidar como principal fonte de informação. Além disso, por conta de algumas funcionalidades, como conversa em grupo, conversa por vídeo, troca de arquivos e até mesmo documentos, o WhatsApp é um importante aliado no dia a dia de trabalho. É utilizado para comunicação interna e entre empresa e clientes”.

No campo profissional, o principal benefício é ter muitos usuários ativos. “Redes sociais não fazem sentido se não tiverem a aderência do público, e o WhatsApp tem. Por isso, vendedores podem e devem utilizar a ferramenta em suas estratégias de comunicação com o cliente e os potenciais clientes, afinal é preciso estar onde o público está”, ressalta Maria Carolina.

​​

Maria Carolina Avis, professora de Marketing Digital do Centro Universitário Internacional Uninter / Divulgação

Para potencializarem as vendas, ela orienta que é fundamental saber explorar a rede social, conhecendo suas funcionalidades. “Mas é indispensável ter habilidades com textos e ter pensamento estratégico. Por se tratar de uma ferramenta de marketing digital, a principal dica para utilizar WhatsApp para vender é: estude. Estude sobre a ferramenta e estratégias”, acrescenta.

Outra dica que ela dá para quem está em vendas é: “O básico bem feito é o que funciona. Rede social é para interagir e não apenas para responder às interações, por isso, para se diferenciar, tenha um planejamento de conteúdo e interaja ativamente com seu público. O WhatsApp tem uma versão voltada para as empresas, chamada de WhatsApp Business. Explore as funcionalidades disponíveis e gere conteúdos relevantes ao público”.

Uso consciente

Como todos bem sabem, mensagens não param de chegar pelo WhatsApp. Alguns, a fim de não serem incomodados, silenciam grande parte delas, outros, distraidamente, não deixam de dar uma olhadinha durante o expediente de trabalho. O fundamental é separar as coisas, conforme ensina a professora.

“Use o WhatsApp Business no trabalho e tenha as redes sociais como aliadas ao atendimento. A tecnologia é apenas uma forma de aproximar pessoas, portanto, se seu cliente está em sua frente, priorize este relacionamento. Pessoas compram de pessoas e se relacionam com pessoas. De maneira prática, separar um tempo exclusivo para atendimentos via redes sociais pode ser uma solução funcional”.

Ainda de acordo com Maria Carolina, “o sucesso do aplicativo está na comunicação, que é pessoal e cada vez mais próxima. A verdade é que pessoas acreditam em pessoas, o aplicativo acaba sendo uma fonte de informação confiável, embora saibamos que as fake news são facilmente distribuídas por lá também”.

Ferramenta de trabalho

Na Auto Peças Zagonel, em Lajeado (RS), Alessandro Braun conta que o uso do WhatsApp é praticamente o dia inteiro, intercalado com o Skype. “Como o número de contato é o número do telefone fixo da loja, acabou que os clientes finais do balcão e não somente mecânicos acabam mandando orçamentos ou mensagens para tirar dúvidas, inclusive depois do horário de funcionamento da loja. Acontece de a loja abrir de manhã e eu já ter algumas mensagens para responder”.

​​

Alessandro Braun, da Auto Peças Zagonel, de Lajeado (RS) / Divulgação

 

Braun comenta que inicialmente pensou-se em utilizar o WhatsApp para tirar dúvidas de qual peça o pessoal precisava ou se estava correta a mesma. “Hoje em dia, eu o uso para tudo, fecho vendas, passo cotações, dúvidas, promoções ou até mesmo para fins de garantias. Com certeza, a agilidade é a principal vantagem desta ferramenta, muito rápida para todas as partes. A exatidão da informação passada também ajuda demais e não restam dúvidas sobre quantidades ou produto que está sendo oferecido”.

 

Como resultado, ele diz que as vendas aumentaram, bem como a proximidade com os clientes. “A maioria dos meus clientes ou que conheci pelo WhatsApp, ou até mesmo que comecei a atender mediante uso do aplicativo, eu tenho um contato fora da empresa, então isso acaba te dando uma maior liberdade, uma relação muito mais amigável, ajudando na negociação, sendo com vendas, garantias ou eventuais problemas que venham a ocorrer”.

 

Para finalizar, Alessandro comenta também que como no início as mensagens eram enviadas para o seu número particular, hoje são para o número da empresa, ele ainda recebe mensagens pelo seu celular particular. “E respondo bem tranquilamente. Acho que o WhatsApp melhorou bastante a relação com o cliente. Tem vezes que me ligam nos finais de semana para tirarem dúvidas ou para verificarem se temos alguma peça, acredito que o pessoal se sente à vontade e sabe que não me importo até porque são raras exceções”.

 

Aumento de vendas que também é citado por Marcio Jacinto de Melo, da Casa do Chevrolet, em Uberlândia (MG). “Eu uso o WhatsApp para vendas e compartilhamento de fotos dos produtos que comercializo. Com esta comunicação direta com os clientes, cria-se mais relacionamento e agilidade nas vendas, pois eles não precisam passar pelo PABX ou terceiros. A ferramenta trouxe mais facilidades e aumento de vendas, pois uma vez cadastrado, o cliente fica fidelizado a mim”.

 

​​

Marcio Jacinto de Melo, da Casa do Chevrolet, de Uberlândia (MG) / Divulgação

 

Marcio utiliza o WhatsApp em tempo integral. “Até fora do horário de expediente, pois os clientes começam a mandar mensagens antes das 8 horas e no horário de almoço também chegam algumas. Muitas vezes dá para adiantar alguma coisa”. E ele separa bem o uso pessoal do profissional. “Quando eu saio do trabalho, eu uso sempre o WhatsApp silenciado. Tenho foco no trabalho, para a vida pessoal eu só respondo em caso de urgência e no horário de almoço”.

 

Agilidade necessária

 

Na Valdir Autopeças, em Campo Grande (MS), Rafael da Silva Arruda retrata o quanto mudou a relação com o cliente. “Utilizo o WhatsApp constantemente, às vezes, até mais que o Skype e o telefone, geralmente para vendas, para tirar dúvidas sobre peças, orçamentos e atendimento aos fornecedores. A principal vantagem do WhatsApp é a agilidade, o contato mais direto e pessoal com o cliente, mais segurança para vender, pois de vez em quando ele tem alguma dúvida ou não sabe bem descrever o que precisa, ele pode enviar foto e, assim, conseguimos atendê-lo”.

 

​​

Rafael da Silva Arruda, da Valdir Autopeças, de Campo Grande (MT) / Divulgação

 

Rafael conta que a ferramenta tomou tamanha proporção que muitas vezes ela é a única forma de comunicação optada pelo cliente. “Tenho clientes que só gostam de usar o WhatsApp, muitas vezes eles até nos cobram se demoramos um pouco para atender, pois além dele nós temos o telefone, e-mail, Skype e o balcão”. E no horário do expediente, ele separa bem as coisas.

 

“Geralmente, eu uso o WhatsApp no meu horário de expediente só para trabalho, até porque a correria do dia a dia não me dá muito tempo vago para ver algo. Ele não interfere no trabalho, mas muitas vezes na vida pessoal, pois alguns clientes te chamam fora do horário de expediente e até em fins de semana”.

 

Agilidade que também é mencionada por Gleison Lopes de Macedo, da Parente Autopeças, em Porto Nacional (TO). “A principal vantagem é a agilidade. Antes da ferramenta, quando havia dúvida na aplicação era necessário ir até o cliente para buscar a peça danificada. Hoje, quase tudo se resolve por foto. Além de orçamentos que conseguimos mandar com mais agilidade sem a necessidade de ligar e passar preço a preço”.

 

Ele conta que é grande a adesão ao WhatsApp na loja. “Ele é muito utilizado por clientes e mecânicos, principalmente por compradores de cidades pequenas vizinhas que geralmente não possuem autopeças. Utilizamos basicamente para orçamentos e verificação de aplicação de peças através de fotos. Aqui na loja o principal ganho com a sua utilização foi o tempo. Antes, perdíamos muito tempo buscando peça para conferência ou levando-a até o cliente e muitas vezes ela não servia”.

 

Também para Gleison, o foco da ferramenta é trabalho. “Não uso muito a ferramenta para uso pessoal. Utilizo quase sempre para resolver alguma questão pessoal para não precisar me ausentar do trabalho e geralmente faço isso no horário de almoço/descanso”.

 

Dicas para impulsionar as vendas

Fonte: Sebrae

 

1/ Utilize listas de transmissão e não grupos: O WhatsApp permite que você crie listas de transmissão para enviar a mesma mensagem para até 256 contatos. Isso é muito legal porque se consegue a atenção do seu cliente que vai acabar vendo sua mensagem de uma forma ou de outra. É importante usar do bom senso para enviar as mensagens na lista de transmissão. Ofereça conteúdo ao cliente e as vendas ocorrerão naturalmente. Para criar uma lista de transmissão é importante que as pessoas tenham o seu contato salvo no celular e você tenha também os contatos delas salvos no seu aparelho.

 

2/ Ofereça conteúdo: É importante criar engajamento através de áudios, vídeos, textos e buscar também divulgar os perfis das suas outras redes sociais. Uma boa estratégia é fazer um resumo de uma postagem no seu blog ou enviar um vídeo com os benefícios do seu produto. Mas nada de exagerar no número de postagens, é necessário usar o bom senso e deixar sempre uma mensagem no final que se o cliente desejar poderá sair a qualquer momento da lista. Estude seu comportamento para traçar sua estratégia. O ideal é criar várias listas e montar um funil de vendas para os clientes prospectados.

 

3/ Utilize o WhatsApp Web: É possível acessar o seu WhatsApp na tela de qualquer computador, em outras palavras você pode transmitir a sua tela do celular para um ambiente no computador, chamado WhatsApp Web. Esse processo é relativamente simples: Com seu celular, você lerá o QR Code que o site https://web.whatsapp. com/ lhe oferecerá e desta forma já conseguirá acessar a sua tela do aplicativo. Isso pode facilitar bastante a administração das suas listas de transmissões e grupos.

 

4/ Construindo audiência via Instagram e Facebook: Faça publicações nas redes sociais que capturem o contato do cliente e que façam com que eles gravem o seu número no celular para que você possa trabalhar em listas. Um exemplo é a seguinte publicação: Entre em contato conosco no WhatsApp 82 XXXX-XXXX e envie o código #promo para ganhar 20% de desconto na nossa loja. Para enviar a mensagem, o cliente terá que salvar o seu contato. Essa estratégia se chama “Confirmação dupla”, onde o mesmo confirma o interesse no seu negócio 2x, uma pela rede social (Instagram ou Facebook) e outra no WhatsApp.

 

5/ Recompensa Digital: Adicione o campo de WhatsApp na sua página de captura (Landing Pages). Você pode criar páginas de captura e oferecer recompensas digitais, como: dicas, vídeo, entre outras. Geralmente, essas recompensas oferecem valor ao cliente.

 

6/ Crie uma campanha de vendas: Faça uma série de mensagens persuasivas para vender o seu produto/ serviço para os seus clientes. Muita gente imagina que as vendas pelo WhatsApp são individuais, onde você convence o cliente individualmente sobre o seu negócio, o que não é verdade. Através de listas você pode alimentá-los com uma série de mensagens e até lançar uma carta de vendas sobre o seu negócio. Invista em algum curso de Copywriting, que é a arte de escrever textos persuasivos, que fazem com que as pessoas se sintam atraídas pelo o que você está vendendo.

 

7/ Use e abuse dos gatilhos mentais: Gatilhos mentais são técnicas de persuasão que se relacionam com aspectos instintivos, emocionais e sociais presentes em todos os seres humanos. Como, por exemplo:

 

- Gatilho da Prova Social: Você pode mostrar o número de seguidores que você possui, as pessoas usando o seu produto, depoimentos e avaliações de clientes.

 

- Gatilho da Garantia: Sempre ofereça garantia sobre os seus produtos e serviços.

 

- Gatilho da Novidade: Crie listas divulgando lançamentos, novos produtos/serviços, novas instalações, etc. Na cabeça do cliente, isso funciona como se ele estivesse saindo na frente dos demais.

 

A origem do WhatsApp

Fonte: https://tecnoblog.net/280423/whatsapp-dez-anoshistoria/

 

O WhatsApp foi criado em 2009 por dois funcionários do Yahoo, Brian Acton e Jan Koum, eles venderam sua criação ao Facebook em 2014 por US$ 19 bilhões. Atualmente, ele é um dos aplicativos de mensagem mais usado no mundo, especialmente fora do seu país de origem, os Estados Unidos.

 

A escolha do nome é um trocadilho entre a palavra “app” e a expressão “what's up”, que pode ser interpretada como “e aí” ou, no contexto do aplicativo, como “o que está acontecendo?”, com a resposta vinda no status.

 

A simplicidade é o fator-chave do sucesso do WhatsApp, por várias razões. A primeira é justamente ter facilitado a abordagem multiplataforma. A segunda é que, por exigir poucos recursos de processamento, o WhatsApp funciona bem mesmo em aparelhos de hardware simples. A simplicidade culminou em uma facilidade de uso que permite que o WhatsApp seja dominado até por pessoas com pouca intimidade com a tecnologia, só é preciso ter um número de celular, não uma conta com login e senha.

Comentários

Seja o primeiro a comentar


Canal Balconista Automotivo

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e assista aos nossos vídeos

NOTÍCIAS MAIS LIDAS